Reflexões, notas, impressões, apontamentos, comentários, indicações, desabafos, interrogações, controvérsias, flatulências, curiosidades, citações, viagens, memórias, notícias, perdições, esboços, experimentações, pesquisas, excitações, silêncios.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

La Dolce Vita

Aguardado ansiosamente por borlistas e basbaques, abriu finalmente o "Dolce Vita Tejo". Trata-se do anunciado maior espaço comercial da península. Deve ser mesmo "península", e talvez mais do que isso. Pois no norte da Europa, que não são parvos nenhuns, já deixaram há muito de apostar nestes hiperespaços comerciais. Passou então a "reportaje" na SIC. O povoléu, exultante, onde pontuavam decerto alguns dos que encheram a barriga na mega-feijoada da inauguração da ponte Vasco da Gama, lá ia recolhendo os saquinhos de plástico e as lembranças de boas-vindas. Que vantagens? Que futuro? Gosta? Ninguém tinha uma opinião formada, "acho bem, e tal", assim como assim... Os lojistas, esses esperam pelo próximo lance. A interstícios, lá se viam os inevitáveis operários em acção, com a brocazinha ou a rebarbadora. Dando os últimos retoques na obra. Imprescindíveis apontamentos lusos em qualquer "boda inaugural". "Boda inaugural"? Isto não soa bem, mas adiante... Querida, olhá promoção! Crise, qual crise? Lembras-te dos Supertramp, lembras-te, querido? Assim como assim. A feira cabisbaixa no seu melhor. O O 'Neill que me perdoe, está bem?

1 comentário:

  1. E os bairros em redor Brandoa e outros piores

    ResponderEliminar